EM PORTUGAL MANDA O PORTO – BENFICA A DESILUSÃO

6 12 2007

fpplogo_n.jpg

NO FINAL DA 1ª VOLTA DO NACIONAL DA 1ª DIVISÃO, FC PORTO LIDÉRA A SEU BELO PRAZER, JUVENTUDE DE VIANA JÁ É 2º.

logo_fcp.gifJogou-se ontem à noite a 13ª jornada do campeonato Nacional da 1ª divisão, coincidindo com o fim da 1ª volta, o FC Porto visitou Ourem e com maior ou menor dificuldade acabou por vencer a Juventude local, já o Óquei de Barcelos viajou até Oliveira de Azeméis e arrancou mais um resultado positivo, desta vez um empate depois da vitória estrondosa sobre o Benfica, no fim de semana passado, importante a vitória por 2-1 da Juventude de Viana sobre o Espinho, embora surpreenda a escassez do resultado, mas o que estava em causa eram 3 pontos e com isso a equipa de Viana do Castelo efectivou a recuperação mais espectacular deste campeonato, pois todos nos lembramos do mau inicio de prova que fez a Juventude de Viana, salientamos ainda empate precioso do Alenquer com o Porto Santo, conferindo à equipa Alenquerense dois empates seguídos com as equipas das ilhas, Alenquer que vem sem duvida a beneficiar do trabalho feito por Hugo Gaidão e Bruno Gouxa, sendo que Gaidão vai rumar a Cascais como adiantámos em primeira mão, ficando Bruno Gouxa a comandar a equipa, importante também e até surpreendente pelos números, a vitória do Gulpilhares de Fernando Almeida, equipa que vem fazendo resultados interessantíssimos, o Benfica depois de no fim de semana ter sido copiosamente derrotado pelo Barcelos, vindo a dar-nos razão quando dizíamos à umas semanas atrás que tudo o que aconteceu não era mais do que uma operação de cosmética, porque continuamos a achar que o Benfica têm obrigação de muito mais e este ano devia ser o ano em que as distâncias tinham de diminuir, a realidade é que evolução desde a entrada de Carlos Dantas não se vê nenhuma, pelo contrário o Porto está mais fraco na sua estrutura base, mas continua a comandar como quer. Tanto assim é que desta vez dando uma prova disso mesmo, desse valor que existe, o Benfica goleou uma equipa como ninguém ainda fez, o Cambra, que é só o vencedor em título da Taça de Portugal, mas vejamos os resultados da 13ª jornada disputada ontem 4ª feira e a classificação à viragem do campeonato:

1ª DIVISÃO FASE 1 • 1ª Volta
 
 
data hora visitado Resultado visitante
Dec 05 21:00 Juventude Viana 2 1 AA Espinho
Dec 05 21:00 Ouriense 5 7 FC Porto
Dec 05 21:00 HC Braga 2 1 Valongo
Dec 05 21:00 Gulpilhares 4 0 Candelária
Dec 05 21:00 Alenquer 3 3 Portosantense
Dec 05 21:00 Oliveirense 4 4 Barcelos
Dec 05 21:00 Benfica 7 2 Cambra

FC PORTO e PORTO SANTO têm só 12 jogos disputados.

CLASSIFICAÇÃO:

  • FC Porto 30
  • A Juv. Viana 25
  • SL Benfica 24
  • UD Oliveirense 24
  • OC Barcelos 23
  • ACR Gulpilhares 21
  • HC Braga 21
  • Porto Santo 20
  • AD Valongo 20
  • 10º Candelária SC 16
  • 11º HA Cambra 8
  • 12º A Acad. Espinho 8
  • 13º Alenquer e Benf. 7
  • 14º Juv. Ouriense 5

VER PAGINA 1ª DIVISÃO.

Anúncios




HOQUEI FEMININO – FUNDAÇÃO DE LUXO

6 12 2007

logo-okfeminino.gif

FUNDAÇÃO NORTECOOPE DÁ LIÇÃO DE HÓQUEI AO CARVALHOS E LIDÉRA SEM OPOSIÇÃO.

Foi com umfundnortecoope.gifa exibição como ainda não se tinha visto à Fundação, que a equipa da Maia tirou todas as duvidas a quem ainda tinha algumas sobre o destino deste campeonato Nacional, uma vitória por 6-1 sobre o Carvalhos, que valeu sobretudo pela maneira como as maiatas funcionaram em equipa, algo que em abono da verdade nem sempre se vê nesta equipa, a realidade é que estudaram bem a lição e derrotaram facilmente uma equipa que infelizmente abdica de jogar para defender algo que não se sabe bem o que é como é o caso do Carvalhos, que terá concerteza de tirar ilações sobre a forma como se apresenta em campo. Há que registar na Fundação a exibição de sacrifício e esforçadíssima de Claudiaclaudia-rego.jpg Rêgo, que foi com a sua luta constante e desgastante quem abriu os espaços para bonitos golos de Paula Castro, plena de oportunidade, regista-se ainda a grande exibição de Vânia Ribeiro a rasgar o que ainda restava da defesa do Carvalhos com a sua classe insuperável, passes bem medidos, a jogar, a fazer jogar e também a finalizar, grande exibição também de Raquel Azevedo que está em todo o campo, incansável e exuberante a jogar com alegria no alto da sua grande experiência e ainda Patrícia Albuquerque sempre senhora de uma grande potência, que tal como Cláudia Rêgo foi outro aríête apontado à baliza adversária. Esta foi sem duvida a exibição mais bem conseguída do ponto de vista colectivo da Fundação Nortecoope, que continua motivada e com uma atitude que gostaríamos de ver a outras equipas, para bem do hóquei feminino, belo exemplo este sem duvida da postura que uma equipa deve ter.

Nos outros jogos, o Mealhada continua a desiludir e de que maneira, desta vez empatou ahc-mealhada.gif 2 bolas com o Alfena, o que para uma equipa que se apresentava com aspirações a lutar com a Fundação, tem neste momento de se colocar á tabela se quiser ser apurado para a fase final, pois até aqui o que mostrou foi uma equipa que têm boas executantes mas em que cada uma toca para si, tal como uma orquestra só de solistas e onde todos querem puxar para si as decisões, esquecendo-se de que o hóquei em patins é uma modalidade colectiva em que todos têm um papel a cumprir e em conjunto, terá de tirar ilações eta equipa que é composta por excelentes executantes mas que colectivamente não funciona, o que nos dá também o reforço de uma idéia que à muito escrevemos, de que muitas equipas de hóquei feminino estão entregues a curiosos que de treinadores têm muito pouco e por isso o nível é tão baixo, mesmo quando se tem boas executantes e como é óbvio isto não acontece só na Mealhada, mas na maioria das equipas, claro que há excepções e ainda bem, porque senão o mal ainda era maior.

roller-lagos-1.jpgde resto consideramos todos os outros resultados normais, à excepção dos registados a Sul, a derrota do Roller Lagos, com o Vilafranquense, talvez a jovem equipa do Prof. João Calado a ressentir-se do facto de não ter jogado no seu pavilhão habitual o que para jogadoras tão jovens é importante, na medida em que o Roller jogou em S. Brás de Alportel, numa iniciativa de louvar por parte da Associação de patinagem do Algarve e do Roller lagos, que fizeram questão de realizar este jogo numa localidade onde não há hóquei como forma de divulgar a modalidade e o hóquei feminino, e por isso estão de parabéns, pois são estas iniciativas que divulgam o hóquei seja na vertente feminina ou masculina e que sirvam de exemplo para outras associações que nem em torneios associativos participam pois os resultados podem não ser os esperados, mesmo que de formação se trate.

No Boboliqueime-g.gifliqueime-Sesimbra a surpresa ou não, foi a escassez do resultado, o que evidencia a necessidade da equipa algarvia resolver o problema de treinador, que parece já ter feito e também alguma reacção em crescimento do Sesimbra após a desilusão ou também talvez não, Carlos Cunha, que é mais um exemplo flagrante de que para se ser treinador de hóquei em patins, tal como noutras modalidades, não chega nem de perto nem de longe ter sido bom atleta(jogador). Em Estremoz num jogo que se esperava equilibrado, isso não aconteceu e foi o Nafarros que goleou de forma surpreendente o Externato S. Filipe.

alcobacense.gif

alcobaca-noisy-1.jpg

Quanto ao Alcobacense, participou, num triangular em França, com o Noisy e com uma equipa masculina de cadetes do Noisy, tendo obtido o 2º lugar na classificação final, pois fez dois jogos com o Noisy, tendo empatado um jogo e perdido outro e finalmente ganharam aos masculinos.

alcobaca-noisy.jpg

Resultados:

 

Noisy 4-4 Alcobacense

 

Noisy 11-4 Alcobacense

 

Noisy Cadetes(masculinos) 1-2 Alcobacense

alcobaca-noisy-2.jpg

VER PAGINA DE HÓQUEI FEMININO , NO CABEÇALHO.