DESMENTIDO CATEGÓRICO

27 07 2007

fpplogo3.jpg

FEDERAÇÃO DESMENTE MENTIRAS PUBLICADAS

No seguimento de várias mentiras, que têm sido lançadas na praça publica e muitas delas têm sido publicadas nos mais variados órgãos de informação, sendo que alguns deles são órgãos de informação com responsabilidades na modalidade, pela sua tiragem, pela sua presença constante nas casas das pessoas e pela importância que lhes é dada pelos amantes do hóquei e desportistas em geral que gostam de saber o que se passa na modalidade. Falamos também e principalmente de alguns sítios(sites)de hóquei que juntam a notícia verdadeira com notícias mentirosas confundindo assim as pessoas porque assim não saberão distinguir a verdade da mentira.

É de uma irresponsabilidade tremenda, difundir notícias que não são confirmadas, mas mais grave ainda é basearem-se nessas notícias para fazerem baixo assinados e petições, que se chega à conclusão não passarem de um chorrilho de mentiras e invenções.

Com que intenção se faz isso então? porquê? a mando de quem? para quê?

É assim que se dá voz a quem não concorda com alguma coisa?

Se não se concorda, porque não se apresentam alternativas? onde estão as propostas sérias e fundamentadas? mas também é bom saber o que já existe, o que já se faz o que está a ser feito, porque sem isso querem mudar o quê? pessoas? afinal o que contam são as pessoas ou o que as pessoas fazem? porque o que se vê é critica baseada em ignorância ou em mentira, como é que alguém pode criticar um projecto se não o conhece?

Há que criticar o que é de criticar, mas há que valorizar o que é para valorizar, mas acima de tudo que haja o cuidado de criticar construtivamente, ou não é isso que se pretende? não se pretende construir ou reconstruir um hóquei melhor? por isso se deve criticar para melhorar o que se faz, agora o que nós repudiamos vivamente é que se substitua a critica pela mentira, lembrando que a critica sem fundamento também de nada vale, e muito menos se não se têm idéias melhores do que as que já existem.

Porque repudiamos todos estes factos, publicamos aqui a transcrição do comunicado da Federação onde são desmentidos de forma categórica os disparates mentirosos postos a circular.

Estamos decididamente ao lado daqueles que fazem algo pela modalidade, mesmo que nem tudo seja perfeito, mas repudiamos decididamente quem se quer substituir só por uma questão de vaidade, nunca pactuaremos com situações sem fundamento e que demonstram uma ignorância total.

Vejamos então o que está em causa e que a federação desmente, lembrando que a federação insistiu sim junto das associações, para que os regulamentos se cumpram e os jogos dos escalões jovens, sejam exemplo disso, fazendo cumprir regras onde por exemplo é obrigatório que todos os jogadores de uma equipa sejam utilizados em partes iguais, tal como se fazia e que alguns teimam em não pôr em prática a troco de uma campionite doentia e essa sim prejudicial ao desenvolvimento da modalidade, castrando por isso a possibilidade dos miúdos progredirem a troco de resultados.

  • DESMENTIDO:

A Federação de Patinagem de Portugal desmente formal e categoricamente que haja qualquer carácter proibitivo sobre as Competições de Bambis, Benjamins e Escolares.
A Federação lamenta que se difunda sistematicamente informação falsa sobre as suas decisões.
Alertamos ainda todos os interessados para a prática da mentira sistemática sobre a gestão desta entidade.
Mais informamos, que continuaremos activos na defesa de uma Formação Global e Multilateral dos nossos jovens praticantes


Ações

Information

13 responses

28 07 2007
Ricardo

Então para que serve o artigo 60º do Regulamento de Provas e Competições?

28 07 2007
hoqueiempatins

Amigo RiKardo o artigo 60 é de que data?
Não se realizaram daí para cá convívios distritais destes escalões?
Fazendo a pergunta de outra forma, à quanto tempo se fazem convívios e não campeonatos?
Não acha importante que se cumpra o regulamento? principalmente no que à obrigatoriedade de jogarem todos os atletas diz respeito?
Acha mal que os jogos destes escalões sejam apitados por atletas mais velhos? porquê?
Não é importante para os atletas, estarem na pele do arbitro para alem de uma maior identificação com as regras do jogo?, não é bom para os intervenientes respeitarem um atleta mais velho e com isso olharem para os árbitros com olhos de maior respeito.
Não é bom para os pais e quem assiste haver uma posição de compreensão em relação a erros dos árbitros(que neste caso pode até ser um irmão mais velho de um jogador ou e filho de alguém que está na bancada)?
Não é uma boa medida pedagógica?
Acha bem o ambiente de verdadeira selvajaria que vê nalguns jogos destas idades?
O Sr. é apologista da campeonite?
Acha que a formação nestas idades é compatível com a busca de vitórias em campeonatos?
Não será mais importante que uma equipa ganhe cumprindo todos estes pressupostos? não ganha mais com isso a modalidade?
Afinal o que é que para si está mal no artigo 60?
Já agora, e depois do esclarecimento da FPP, conclui-se que a indicação foi para que se cumpram os regulamentos e não para proibir fosse lá o que fosse.

28 07 2007
Ricardo

Não percebeu a minha pergunta. Eu concordo plenamente com tudo o que diz o regulamento e no meu clube cumprimos à risca. Existem, sim, lugares onde isso não se cumpre e realmente roça a selvajaria, como diz. Agora eu pergunto-me é o porquê deste desmentido já que se o regulamento existe é para cumprir. Porque é que os clubes e associações cumprem o que está regulamentado para seniores e não para os miudos? Serão assim tão diferentes?

28 07 2007
hoqueiempatins

Rikardo, o desmentido teve a ver com a deturpação que deram ao caso, porque a federação insistiu junto das associações para que se cumpra o regulamento e houve alguma imprensa nomeadamente um site de Hóquei em patins que diz que a federação quer acabar com esses escalões e ainda faz uma petição para recolha de assinaturas, baseada numa mentira pura, é isso que nós também não concordamos nem achamos justo, que haja matéria para criticar em algumas áreas é uma coisa, que haja assuntos a discutir e que podem ser melhorados é uma coisa, agora mentiras é algo de repudiante, não acha? Nós achamos. O que nós vimos aqui é alguns órgãos de informação a fazerem de paus mandados de algumas vozes discordantes, também não nos parece que seja a forma correcta de fazer oposição, mentiras não levam a lado nenhum, quando não se está de acordo com ideias, apresente-se ideias melhores.

28 07 2007
Ricardo

Também não me viu a criticar a federação neste assunto nem me viu escrever nada para que me pudesse acusar de “apologista da campeonite”.

28 07 2007
hoqueiempatins

Nem nós estamos a dizer isso, nós quando perguntamos se é adepto da campeonite estamos no fundo a dar um sentido generalista e falando de quem com as coisas que defende acaba por defender isso mesmo.
Percebemos a sua posição Rikardo e felizmente para o hóquei ainda vai havendo quem faz as coisas bem, por isso um abraço e força no seu clube. Quanto ao criticar ou não a federação, nós não somos advogados de defesa da mesma, aliás defendemos que a crítica se construtiva pode ser salutar e necessária, nunca poderemos é promover a mentira e a injustiça e muito menos aprovamos que haja quem dê voz a quem queira destruir a modalidade mais do que já está, é disso que falamos no nosso artigo de opinião.

29 07 2007
Miguel Alpendre

Se os valores não existem nos pais, treinadores e dirigentes, estes reflectem-se tanto em campeonatos como nos torneios convívio…é indiferente. Enquanto pai de um escolar do CDPA já passei por situações desagradáveis tanto em campeonatos como em torneios convívio.
Este últimos são aliás muito mais esgotantes já que o tempo de espera e os atrasos dos jogos são desesperantes.
Quanto à arbitragem acho um erro. Os jogos dos míudos devem acima de tudo ser apitados por árbitros preparados para lidar com eles e com uma grande função pedagógica ensinando-lhes as regras (muitas vezes assiste-se ao contrário).
Quanto à utilização de todos os jogadores 100% de acordo. Não concordo com a obrigatoriedade de 2 guarda redes…Estes são díficeis de arranjar 2, e vai significar obrigar colocar jogadores de campo à baliza e ainda por cima obriga-los a jogar.
Quanto ao desmentido é oco e lança confusão…fico à espera de melhor interpretação do nº 1 e 2 do artº 60 que transcrevo, e que devia estar presente no desmentido.

REGULAMENTO OFICIAL DE PROVAS E COMPETIÇÕES DA FPP ARTIGO 60º
(Categorias de bambis, benjamins, escolares e de iniciados femininos)
1. Nas categorias de bambis, benjamins, escolares, em masculinos, e de iniciados femininos não se realizam “campeonatos” ou “taças nacionais”.
2. As Associações isoladamente, ou em conjunto com outras, promoverão ao longo da época, concentrações/convívios dos atletas destas categorias, sem que seja elaborado qualquer boletim oficial de jogo, sendo os jogos efectuados sem pontuação e sem que seja elaborada qualquer tipo de classificação.

A minha opinião é que este artigo não faz sentido…nenhum clube é obrigado a inscrever-se nos campeonatos. Não faz sentido limitar o espaço de actuação dos Clubes. Criem regras mais simples e claras.

Já agora acho que a Federação deve é preocupar-se mais com os escalões mais velhos. Hoje em dia é impossível levar uma criança a um Benfica-Porto em fanzeres ou na luz. Ou arriscaria levar lá um seu filho ? Nos jogos da primeira divisão à violência e a linguagem verbal aos árbitros é um “excelente” exemplo para os nossos Bambis e Benjamins. Ou não considera isto preocupante? Penso que limitar a campeonite em baixo e incentivar os miúdos a verem jogos de séniores lamentáveis, não é o caminho certo.

Estou completamente contra o artº 60 e estou aberto a discutir com V. Exas este assunto de uma forma séria e construtiva.

Miguel Alpendre

29 07 2007
João Pedro Vaz

O artº em assunto encontra-se em vigor há diversos anos. A última prova organizada pela FPP no escalão de Infantis”B”(actuais Escolares) disputou-se em 2001 em Sever do Vouga. Desde esse ano deixou de haver Camp. ou Taças Nacionais desse Escalão. Contudo a nível associativo NUNCA deixaram de haver provas de Infantis “B” ou “C” actuais Escolares e Benjamins sendo criada (depois de 2001) a categoria de Bambis. Não consigo entender esta polémica toda a não ser que não sejam conhecidos estes factos acima descritos. A FPP não organiza provas desses escalões mas não impede a realização das mesma a nível associativo. E a verdade é que as mesma nunca deixaram de se realizar ( pelo menos a nível da A.P.Lisboa).João Pedro Vaz

29 07 2007
hoqueiempatins

João Pedro Vaz, muito gosto em que comente este assunto connosco, é óbvio que o que se pretendeu foi lançar mais uma mentira para o ar de forma a construir mais um ataque à FPP, daí o desmentido da federação.
Claro que estas provas têm-se realizado a nível associativo e são para continuar a realizar-se o que a federação pretende é que se cumpram os regulamentos.

Agora há uma questão que se põe e foi por esse motivo que abrimos os comentários, não para concluir o que já se sabia que continua a haver quem minta descaradamente para lançar a confusão e o descrédito na modalidade, para poderem assim atacar de forma gratuita, mas para desafiar nesta troca de comentários, aqueles que acham que algumas das alíneas deste artigo(60º) não são as mais indicadas, poderem aqui de uma forma correcta fazer propostas que possam ser debatidas de forma a que as melhores soluções sejam encontradas e dessa forma haver então propostas objectivas e construtivas que possam melhorar a dinâmica desses escalões etários, tão importantes para a expansão do hóquei em patins.

29 07 2007
hoqueiempatins

Quando fazemos este desafio, que fique claro que o que pretendemos é perceber com todas as vantagens que daí possam advir para a modalidade, o que eventualmente pode ser melhorado neste artigo, se é que se pode melhorar, pois na nossa perspectiva entendemos que todas as alíneas têm um carácter pedagógico muito forte, mesmo as alíneas que possam levantar mais interrogações como é o caso da arbitragem destes jogos.
De resto já é altura de perceber que a vinda de atletas para a modalidade tem muito a ver com a forma como se transmite o ensinamento, com o nível pedagógico que deve ser altíssimo, mas acima de tudo com a capacidade de aglutinação que venham a ter o hóquei em função de um equilíbrio provocado pela atenção dos massmédia em função de uma competitividade altíssima e elevada do ponto de vista táctico/técnico, mas fundamentalmente espectacular. E o espectáculo não se consegue com esquemas tácticos exageradamente defensivos, pelo contrário, o desafio hoje está na capacidade ofensiva(componente maior do espectáculo), sem descurar a defesa, aí é que está o desafio, aí é que o espectáculo pode ganhar e aí é que quem promove os espectáculos pode definitivamente interessar-se, estas sim são preocupações sérias que todos devemos ter, agora dizer mal é fácil, critique-se, aponte-se o que está mal, mas contraponham-se alternativas.

30 07 2007
Entao expliquem

Entao alguem me pode explica o pq deste ano vir esta chamada de atenção do ultimo comunicado da APL?:
“NOTA: Por motivos que se prendem com o Regulamento Oficial de Provas e
Competições da FPP e Planeamento das Provas da FPP as provas associativas começam a
disputar-se a partir do dia 15 de Setembro de 2007. Relativamente às categorias de
Escolares, Benjamins e Bambis efectuar-se-ão Encontros / Convívios conforme art.º 60 do
Regulamento Oficial de Provas e competições da FPP, com datas a designar, prevendo-se no
Natal, Carnaval e Páscoa.”.

Já agora e depois de ler o seu post…so tenho uma coisa a acrescentar…será que você nao é uma das pessoas responsaveis por estas leis e agora quer defender-se. No outro dia atacou o facto de se ter retirado a obrigatoriedade neste época que vai começar do nivel 2 para ser treinador senior da 2ªdivisão, agora defende a federação neste tema…será que nao é um deles?

Agora deixo-lhe aqui algumas questões:
– Se fosse treinador e tivesse uma equipa destas acha que conseguiria motivar os miudos para treinar meses longos sem ter um jogo?
– Será que não iria ser um rude golpe para as finanças dos clubes, pois todos sabemos que sao as camadas jovens que com as suas mensalidades vao dando dinheiro aos clubes para subsistir?
– Será que vale a pena apostar na formação quando nao nos deixam competir?

A FPP pode desmentir o que quiser pois todas as associações dizem o mesmo que foi lido. “A proibição de campeonatos nestas idades…quer seja a nivel nacional quer seja a nivel associativo”…

30 07 2007
hoqueiempatins

Nem sou responsavel por lei nenhuma, nem tenho nada que me defender, sou uma pessoa que usa do dieito de criticar o que é criticável e defendo aquilo que me parece justo, neste momento parece-me injusto que ataquem a federação dizendo mentiras(que a federação veio agora proibir as provas desses escalões, quando o que fez foi alertar para que se cumpram regulamentos e o regulamento mais pertinente que não está a ser cumprido é o de as equipas não utilizarem todos os jogadores nesses jogos ou melhor que todos os jogadores joguem pelo menos 1 parte completa), assim como o nº minimo de jogadores por equipa, não acha bem o Sr.?
Depois a 1ª pergunta que o Sr, devia de fazer era à associação de patinagem de Lisboa, sobre o Porquê desse comunicado, então e o ano passado? e o outro? e o outro?, a dita associação não se preocupou com o regulamento? regulamento esse que ela propria aprovou em assembleia geral da federação? é que as pessoas esquecem-se de uma coisa muito importante, a federação não aprova nada, quem aprova são as associações nas assembleias gerais e tambem é bom lembrar que as associações são os representantes dos clubes, por tanto em 1ª análise o que é aprovado nas assembleias em que as associações votam é a vontade dos clubes, se é este regulamento que as associações aprovaram, foi a vontade de todos.
Sabe qual é o problema amigo? é que as pessoas na hora de aparecerem e tentarem construir algo, não aparecem, nem querem saber de nada, depois pela birra de um qualquer dirigente que possivelmente não viu uma pretensão sua ser satisfeita, faz estes comunicados venenosos, com segundas intenções, criticando algo que ele proprio aprovou.
Era esta explicação que o SR. queria, ou esta já o Sr. Sabia e veio fazer mais uma tentativa de lançar a confusão?
Porque no Comentario do sr. João Vaz, ficou esclarecido que não se realizam campeonatos nestes escalões desde 2001, realizando-se sim os ditos convivios distritais.
O que leva a associação de Lisboa a vir agora com isto, devia ser questionado pelos sócios em local próprio, não acha?

De qualquer forma e passe as opiniões de cada um, este debate só fará sentido se for feito com intenção de as pessoas fazerem algum tipo de proposta que possa benificiar esses escalões, no minimo que melhore o que já existe, porque se não for assim não vale a pena estarmos aqui a malhar em ferro frio, voltando ao mesmo de sempre, ” CRITICAS, MUITAS, PROPOSTAS NADA”, PORTANTO SE QUEM DIRIGE FOSSE POR AÍ, NESTE MOMENTO NADA DISCUTÍAMOS PORQUE NADA HAVIA PARA DISCUTIR. FELIZMENTE QUE AINDA HÁ QUEM FAÇA, PORQUE MAIS VALE ERRAR FAZENDO, DO QUE NADA FAZER E SE PARA ALEM DE NADA FAZER AINDA SE DIZ MAL………(o errar fazendo aqui é em abstracto porque eu defendo este regulamento estou de acordo com ele).

30 07 2007
Entao expliquem

Quer dizer que esta de acorde em miudos que estao a aprender a modalidade que apenas se encontrem no natal,carnaval e pascoa…curiosamente datas em que a maior parte dos miudos estao de ferias e aproveitam para estar com a familia. Os campeonatos a nivel distrital servem para os jogadores aprenderem a jogar em equipa, regras e a ganhar ou perder jogos… Não acha que a formação iria ficar afectada com esta medida???? Não acha que o futuro da modalidade iria ficar afectado?? Se formos a ver futebol,andebol,futsal,rugby,basquetebol, todos eles tem jogos aos fins de semana e as modalidades vao crescendo, ao inves, estao a tentar tirar estes jogos da nossa modalidade. porque? nao sei responda-me voce se souber… Quanto a utilização dos jogadores todos…sou totalmete de acordo, pois se estamos em formação todos tem de ter direito a sua oportunidade…

So este ano surgiu este problema pois so este ano a FPP decidiu acabar com estes campeonatos…se eles eram feitos a revelia federativa isso já nao sei, o que é certo é que eram fins de semana de alegria por esses pavilhoes fora, e o que querem fazer é acabar com isso e matar a formação desta modalidade.

So mais uma informação…não é apenas a associação de Lisboa que esta contra esta medida, mas sim todas as associações nacionais, que vem a formaçãos dos clubes que representam a ser abalada

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: